Voltar

Autor: Sílvio César Silva
Título: A Representação do Malandro em A Grande família: das Relações Ideológicas e Culturais à Comunicação de Massa
Orientador: Prof. Dr. Luiz Percival Leme Britto e Prof. Dr. Osvando José de Morais


Resumo


Esse trabalho teve por objetivo analisar a representação da malandragem na personagem A-gostinho de “A grande família. Buscando fundamento teórico interdisciplinar – que passou pela sociologia, antropologia, teoria da literatura – com a finalidade de resolver uma questão de interesse da comunicação e estudos da cultura, examinamos as principais características que compõem a personagem bem como o que há de ideológico na maneira pela qual essa é representada. O corpus consistiu em episódios da série transmitidos pela televisão, além de textos e fotografias disponíveis no site oficial do programa. A análise foi realizada em duas fases distintas. A primeira consistiu em uma pré-análise em que buscamos as principais carac-terísticas da personagem no material disponível no site do seriado bem como em diversos episódios da série. Utilizando os resultados da pré-análise como pano de fundo, examinamos o conteúdo de dois episódios da temporada de 2007 a fim de verificar o modo pelo qual a per-sonagem era representada e o que havia de ideológico nessa representação. Alicerçada no aporte teórico que compôs o trabalho, a análise revelou que, ao ser retratada como possuidora de uma malandragem ineficiente e burlesca, a personagem mostra-se, na verdade, como uma caricatura de malandro, o que a leva a perder a criticidade que esse tipo de personagem pode conter, coadunando-se, assim, com a ideologia do capitalismo-tardio

 

A Representação do Malandro em A Grande família: das Relações Ideológicas e Culturais à Comunicação de Massa