Voltar

Autor: Célio Aparecido Garcia
Título: O Éden Invertido: o poético nos discursos de atualização do mito mediado pela televisão
Orientador: Prof. Dra. Míriam Cristina Carlos Silva


Resumo


Esta dissertação, a partir dos conceitos de comunicação, cultura, mito, signo, religiosidade, espaço sagrado e profano, media, se propôs uma análise dos textos culturais da religiosidade e o emprego do signo poético nos discursos de atualização do mito monogâmico mediado pela televisão. A relação do mitopoético com o cânone da poética, suas contradições, quando empregado na religiosidade, e a convivência entre o passado da história da comunicação – dividido em três oralidades: a fala, a escrita e o ciberespaço, segundo o professor Ollivier Dyens - da cultura, do processo de mitologização e desmitologização e o agora: marcado pelos recursos tecnológicos de comunicação empregados nas relações humanas e nos discursos de atualização dos mitos monogâmicos. E como essas convergências levaram o signo poético a um processo atualização e adaptações à atemporalidade dos rituais que assim como o processo das oralidades passou da mídia primária para as mídias secundárias e terciárias. Por fim, como individualidade característica da contemporaneidade, e os media, aliados ao signo poético, primeiridade, ainda sustenta a fantasia que, com o auxilio dos recursos tecnológicos, se mistura cada vez mais com os pilares da realidade.

 

O Éden Invertido: o poético nos discursos de atualização do mito mediado pela televisão