Voltar

Autora: Maria Beatriz Barros Negrão Duarte
Título: Publicidade e Conto de fadas: territórios de encantamento e de adesão
Orientadora: Prof.ª Dra. Luciana Coutinho Pagliarini de Souza


Resumo


Esta pesquisa tem por objetivo geral compreender os efeitos de sentido produzidos na linguagem publicitária quando ela se apropria dos contos de fadas. Tendo por base as ideias de Baudrillard para quem a eficácia da publicidade se dá através da “lógica da fábula e da adesão”, parte-se da hipótese de que a temática dos contos de fada relacionada à busca da felicidade e realização dos sonhos aproxima-se da gênese da própria linguagem publicitária. Os objetivos específicos são 1) analisar o potencial significativo das peças publicitárias, tendo em vista o poder de sedução ou persuasão; 2) verificar como se dá a apropriação dos contos de fadas pelas peças publicitárias, isto é, como se dá a intertextualidade: se na forma de paráfrase ou de paródia; 3) explicitar os mecanismos estruturais que aproximam contos de fadas e publicidade tendo o modelo dionisíaco de texto publicitário como farol. Busca-se fundamentar esta pesquisa nas ideias de Aristóteles (1964), Perelman e Tyteca (2005), Citteli (2000), Baudrillard (1988), Maffesoli (2005). A análise da linguagem verbal se fundamentará em Carrascoza e Carvalho (2004), Jakobson (1971), Bakhtin (1981 e 2006) e Eco (2001), entre outros autores.

Palavras-chave: Publicidade, Conto de fadas, Persuasão.

 

Publicidade e Conto de fadas: territórios de encantamento e de adesão