Voltar

Autor: Roldão Pires Carvalho
Título: HISTÓRIA, COMUNICAÇÃO E IDEOLOGIA – A PROPAGANDA DO TICKET CONSERVADOR-LIBERAL
Orientadora: Profa. Dra. Mara Rovida Martini


Resumo

Após as mobilizações de junho de 2013 (as chamadas Jornadas de Junho), o espectro da direita autodenominado como conservadores-liberais iniciou uma forte campanha para vender seus ideários como solução para uma população notadamente insatisfeita. Esta pesquisa tem como objeto de estudo a série Brasil – A Última Cruzada produzida e veiculada pelo Brasil Paralelo, um dos canais utilizados para se vender este bloco de ideias prontas. A denominação escolhida para estas ideias previamente prontas, ticket conservador-liberal, é retirado do conceito de ticket think de Adorno e Horkheimer. O objetivo primário da pesquisa é o de contribuir com o entendimento do ticket conservador-liberal e como objetivo secundário verificar se os sentidos empregados nas representações do passado na série possuem potencial ideológico. O conceito de ideologia empregado neste trabalho é o de John B. Thompson. Para o sociólogo, estudar ideologia é observar se os sentidos simbólicos empregados servem para estabelecer ou sustentam relações de dominação. Escolhemos alguns excertos que abordam de forma direta ou indireta algumas das ideias que compõem o ticket, como o ódio pela esquerda, fim das cotas raciais, desregulamentação trabalhista, Fascismo de esquerda, facilitar a venda e o porte de armas, e pensamentos análogos ao projeto "Escola sem Partido". Utilizamos parcialmente a metodologia de John B. Thompson, realizando apenas a análise sócio-histórica e a análise discursiva. Para verificar se os sentidos empregados possuem potencial ideológico, realizamos a análise do discurso baseada em Patrick Charaudeau.

Palavras-chave: Ideologia. Ticket conservador-liberal. Análise de discurso. Brasil Paralelo.

 

HISTÓRIA, COMUNICAÇÃO E IDEOLOGIA – A PROPAGANDA DO TICKET CONSERVADOR-LIBERAL