Voltar

Autor: Silvia Pannunzio
Título: PRESSIGNIFICAÇÕES da cidade de Sorocaba por vestígios fabris junto à linha férrea
Orientadora: Profa. Dra. Maria Ogécia Drigo


Resumo

Partindo do pressuposto de que a cidade se mostra numa profusão de linguagens, ou que exibe uma mistura de sistemas concretos de signos e que, portanto, engendra comunicações, essa pesquisa tem como tema a produção de significados na cidade contemporânea por meio de vestígios, de marcas de suas transformações. Como tais vestígios podem contribuir para a ressignificação da cidade é a questão que norteará esta pesquisa. Assim, com o objetivo de contribuir para a compreensão de como se dá a produção de significados nas cidades contemporâneas e explicitar os sentidos gerados por vestígios de suas transformações, tomamos como corpus, os vestígios de cinco antigas fábricas têxtis, que se distribuem ao longo de uma via férrea, na cidade de Sorocaba, SP. As estratégias metodológicas constituem o método que denominamos Deriva Fenomenológica, junção da deriva, advinda do pensamento dos situacionistas, com a fenomenologia peirceana. O relato vale-se de fotos – atuais e antigas -, bem como desenhos, ambos como testemunhos e instrumentos com potencial para reavivar a memória da caminhante quando da realização do seu percurso por tais vestígios, que envolveu três tipos de olhar: contemplativo, observacional e generalizante, em consonância com as categorias fenomenológicas. Constatamos que a cidade que foi resiste via fragmentos, que podem se fazer fendas, brechas, para que o intérprete possa reavivá-la. Os significados emergem via índices (vestígios), que se entregam a novos usos - a cidade que é -, no entanto, por guardarem, na sua materialidade, aspectos qualitativos, ainda que minimizados, incitam a contemplação e constroem um tecido qualitativo na mente do intérprete que o instiga a refletir sobre tais transformações – a trazer à tona cidade que é, mesclada à cidade que foi e que exibe pistas da cidade que será. A relevância desta pesquisa para a área de Comunicação e Informação está na produção de conhecimento sobre espaços urbanos enquanto espaços de comunicação – teia construída na cidade, com o que foi, com o que é e do que será -, espaços de vivência então construídos por cidades em permanente metabolismo.

Palavras-chave: Espaços de comunicação. Cidade. Sistema concreto de signos. Vestígio. Deriva fenomenológica.

 

PRESSIGNIFICAÇÕES da cidade de Sorocaba por vestígios fabris junto à linha férrea